Inspiração

O processo criativo pode acontecer assim: Uma imagem que me chama a atenção, como esta de uma cachoeira, vira vestido. Aliás aqui no Atelier Carol Nasser, tudo vira vestido.

20130130-185134.jpg

Pensei em colocar como opção ou tule de seda que ficaria bem armadinho, ou musseline de seda, dando um resultado mais molinho, pode ser também organza de seda, que vai ficar no meio do caminho, nem tão armado, nem tão molinho.

20130130-191312.jpg

Esse modelo ainda não tem dona, e é claro, pode ser seu!!!

Visitas com hora marcada pelos telefones (21) 2523-6896 e (21) 8559-0888

Para curtir nossa página no Facebook, clique aqui

Anúncios

Conjunto da obra

Algo sempre me inspira, uma flor, um quadro, uma palavra.

Esse vestido me remete ao puro, ao belo, à simplicidade da vida, à beleza pura e simples das coisas mais simples da vida. E para mim a elegância nasce aí, do belo simples, do despretensioso, da harmonia das coisas.

A textura livre me encanta. Fiz a parte de cima desse vestido em moulage, fui alfinetando o tecido no manequim e formando essas dobras deliciosamente.

Compartilho aqui com vocês esse modelo que faz parte da nossa linha de noivas Prêt-à-porter.

20130118-182426.jpg

Visitas com hora marcada pelos telefones (21) 2523-6896 e (21) 8559-0888

Depoimento da Noiva

Eu nunca pensei em casar. Imagina, então, vestir-me de noiva…

Quando eu e meu noivo decidimos casar “de véu e grinalda”, muitas dúvidas surgiram. Mas de uma coisa eu tinha certeza: eu não queria ser uma noiva com cara de toda noiva. Não estava nos planos, de modo algum, um vestido tomara-que-caia e saia cheia de volume. Contudo, sempre que eu ia em alguma loja, apesar das minhas descrições do vestido perfeito, era sempre isso que me ofereciam.

Também queria um vestido que fosse conscientemente pensado. Cheguei a ir em uma estilista que informava trabalhar com tecidos naturais. O atendimento foi correto, sem aprofundamento e sem empatia em exatos 30 minutos. O tecido natural estava em parte lá. Já preço estava nas alturas. Também não foi neste ateliê que encontrei o meu vestido.

Eu já estava desanimada, com tudo encaminhado (menos o vestido), quando endócrinologista falou: “uma das minhas melhores amigas é estilista e cria vestidos de noiva. Ela acabou de fazer o vestido da personagem Aninha da novela Paraíso da Globo. O nome dela é Carol Nasser”.

No mesmo dia, entrei no site da Carol e fiquei encantada com todas (sim, t-o-d-a-s) as fotos que vi. Além disso, li que ela trabalhava com a mesma técnica com a qual a minha avó (já no céu) fazia vestidos de noiva. Não tive como não me empolgar. Mandei um e-mail naquele momento.

Daí, surgiu uma linda história. No seu aconchegante ateliê, Carol me atendeu por horas. Quis entender cada detalhe da minha expectativa como noiva. Gosto de uma beleza clássica, atemporal… Daquelas de quem usa lábios vermelhos. Daquelas das moças femininas das décadas de 40 e 50. Daquelas que se casavam na época em que minha avós fazia vestidos de noiva.

Soube que meu vestido seria feito por ela não no momento do desenho, mas quando ela tirou de sua estante os livros “moda dos anos 20 e 30” e “moda dos anos 40 e 50”. Vimos vários itens que completariam o meu look. Cheguei em casa com a certeza de que meu vestido seria perfeito. E além do mais, ainda poderia ser reaproveitado, já que a Carol trabalha com o projeto “Noiva Verde”.

Foram muitos encontros, já que o vestido vai sendo criado no corpo. E em cada um deles eu descobria não só uma profissional incrível, mas uma pessoa iluminada. Orgulho-me em dizer que não só ganhei o vestido perfeito, como também ganhei uma amiga.

No dia do casamento, eu só ouvi milhões de elogios… E o melhor deles era “você está uma noiva tão… tão Luluca!”.

Nunca esquecerei o olhar do meu marido como me viu de perto, no altar. O vestido ficou tão lindo, que o maridão reforçou uma ideia dada por Carol: usar o vestido em todos os nossos aniversários de casamento. Em setembro, estarei sempre usando o vestido perfeito que minha amiga linda criou.

Luiza Real


Luiza, minha querida, eu também adoreeeei todo o processo, muito feliz com o resultado!!! Um beijo bem grande. E que você e Marco continuem tendo muita felicidade no casamento.

Atendimentos com hora marcada. Agende seu horário pelo e-mail: carolnasseratelier@gmail.com

Ou ligue para (21) 2227-4830 – (21) 8559-0888

Para curtir nossa página no Facebook, clique aqui

Depoimento da noiva

Gente, esse é um depoimento sobre o processo de desenvolvimento do vestido de noiva da minha querida  Paula Grassini. O vestido foi feito em cetim de seda, tule de poá e fita de cetim de seda francesa, e eu só posso dizer que  ameeei fazer!!!

A escolha do vestido. (Por Paula Grassini)

Escolher com quem fazer meu vestido foi talvez a tarefa mais fácil de toda a empreitada a que se dispõe uma noiva no ano (às vezes ano e meio!) de preparativos do casamento. Sou cliente do Carol Nasser Atelier há tempos, me identifico com o estilo de criação da Carol (nos tornamos amigas por conta disso) e já desfilava modelitos dela pelos casamentos da vida. Daí a escolher o Atelier dela como responsável pelo vestido do meu grande dia, um pulo.

Mas que vestido fazer? Admito que, uma vez noiva, me vi encantada pelo mundo dos casamentos. Flores, decoração, cores, texturas, tendências, fotografia… desde que mergulhei na infinidade de blogs e sites sobre o assunto, passei a navegar com prazer e sem muitas dificuldades pelo imenso leque de opções que se abre a uma noiva bem informada. Agora… vestido ideal eu não tinha.

Queria algo simples e chique. Editado, mas charmosíssimo. Liiiiindo, mas sem pompa, calda ou renda.

Conselho da Carol:

– Vai salvando imagens de vestidos que te agradem, nem que seja um decote, um tecido, um laço.

Assim eu fiz. Pesquisei, pesquisei, salvei, salvei, mas nada que me fizesse bater o martelo. Até que num domingo, depois da transmissão de mais um Emmy (aquele prêmio da TV americana equivalente ao Oscar), me deparo com um vestido preto. Sim, pretinho.  Lindo e perfeito. Já sabia como queria casar.

Calma! O meu foi branco, tá? Rs.

Mas totalmente inspirado no pretinho da Penny (a foto tá aí embaixo). Aí reuni alguns outros modelos que não fossem de ombro só (porque sei que não me cai bem), mas que mantinham a transparência acima do busto, e fui pra minha reunião com a Carol.

Ela topou. Me sugeriu um laço lindo na parte de trás indo até a barra da saia, me mostrou várias opções de tecidos, montou tudo em mim,com direito ao pont d´sprit (que ela já tinha no Atelier!) , e voilá! Nascia o MEU vestido.

Do jeito que eu queria, mas lapidado pela Carol Nasser.

Começou assim:

E o resultado foi:

Alta Costura

Vestido em tule de poá blush,  forro de cetim de seda pura, com aplicação de renda Mariscot francesa, e fita de cetim de seda double face francesa.

Vistas com hora marcada aqui no Atelier pelos telefones (21) 8559-0888 ou (21) 2227-4830

Mande seu e-mail para: carolnasseratelier@gmail.com

Para curtir nossa página no Facebook, clique aqui

Prêt-à-porter Carol Nasser

Noivinhas, venham ver nossos modelinhos prêt-à-porter.

Mais modelos exclusivos aqui no Atelier!!!

Agende sua visita pelos telefones (21)2227-4830 e (21) 8559-0888.

Ou mande seu e-mail para carolnasseratelier@gmail.com

Noivinha Paula Grassini

Essa é a Paula Grassini, ela se casou no dia 14 de janeiro de 2012. O vestido foi feito em cetim de seda pura com tule de poá. A fita de cetim de seda pura da cintura é francesa e faz um lindo laço atrás. Ficou do jeitinho que ela queria!!! Eu também amei!!!

Mais fotos na nossa página no Facebook https://www.facebook.com/pages/Carol-Nasser-Atelier/173700255980193

Visitas ao Atelier a partir de 26 de março pelo e-mail carolnasseratelier@gmail.com

Noivinhas precisamos de pelo menos seis meses de antecedência para elaborar o seu modelito. Se tiver mais tempo, melhor!!!

Previous Older Entries Next Newer Entries

%d bloggers like this: