Década de 40

Eu que já amava essa década, fiquei mais feliz ainda em desenvolver um vestido de noiva inspirado na década de 40, a convite de uma revista especializada no segmento. Estou aqui elaborando e amando fazer. As mangas são o ponto alto da criação.

Abaixo vocês conferem algumas das imagens que me trouxeram inspiração.

A moda da década de 40 é uma moda adaptada às condições da realidade da época. Em plena guerra, muitos ateliês precisam fechar suas portas e outros continuam os trabalhos como podem, há escassez de material e de mão-de-obra. Porém, o que eu acho mais interessante, é que apesar das adversidades, a criatividade sobrevive e se fortalece. Há necessidade de  reinventar, recriar, reciclar.  O resultado disso é uma moda criativa, honesta e mais funcional. Muitos dos vestidos tinham aberturas laterais para que a mulher pudessem pedalar uma bicicleta. Como os tecidos são mais escassos, a modelagem também chega mais perto do corpo, os tailleurs aparecem com bastante força inspirados nos uniformes  militares e se apresentam como uma roupa utilitária e funcional. Os vestidos de noiva são elegantérrimos. Tanto que se tornaram clássicos.

Aqui no Atelier, os atendimentos acontecem com hora marcada pelos telefones (21) 2227-4830 08 (21) 8559-0888

Pode mandar seu e-mail para: carolnasseratelier@gmail.com

Para curtir nossa página no Facebook clique aqui

Para seguir no twitter: Carol_Nasser

Anúncios

Noivas da Belle Époque

A Belle Époque foi o período que começou no final do século 19 (em torno de 1870) e durou até o início da Primeira Guerra Mundial em 1914.

Nesse período os vestidos tinham a cintura bem marcada, a silhueta sinuosa. Eram belíssimos e ricamente ornamentados.

Eu particularmente adoooro a Belle Époque. E este modelo da foto é um vestido de noiva desse período tão maravilhoso.

Bordados do Museu

Gente, essas são fotos do Museu da Moda de Bath, cidade ao sudoeste da Inglaterra. A cidade é Patrimonio da Humanidade muito conhecida pelos banhos termais, mas além disso abriga um museu de moda muito bacana.

Quando estive lá, em junho deste ano, tinha uma exposição de noivas de época. Revisitando minhas fotos, separei umas interessantes para compartilhar. Reparem nos detalhes, bordados, recortes, aplicações. Lindo, não??

Ah, as fotos só existem porque era permitido. É um museu de estudo, é possível você tocar nas peças e ter acesso aos trajes originais, com agendamento prévio, claro. Uma riqueza só!!!! Eu adorei a visita e acho que vale muito a pena.

Nova Votação

O vetsiodo de noiva Carol Nasser  usado por Aninha (Juliana Boller) da novela Paraíso, está concorrendo agora com outros vestido usados na novela. Será eleito o mais bonito!!!!

Com 45% dos votos, já estamos na frente, já se pode ver o resultado parcial da votação.

Para computar o seu voto entre no site da novela por esse link   http://paraiso.globo.com/

Desde já agradeço a colaboração e o voto!!!!

casamentoaninha1

Cristóbal Balenciaga ( 1895-1972)

Nascido na Espanha começou muito cedo a trabalhar com alfaiate em sua terra natal. Foi para Paris entre 1936, 1937.

Era um estilista completo, podia desenhar, cortar, armar e costurar suas criações. Sua rouopas costumavam ser formais e muito elegantes. Era conhecido como o arquiteto da moda.

Desde 2001  a Balanciaga pertence ao grupo Gucci, e o estilista responsável é Nicolas Chesquière

balenciaga

mainBgBalenciaga

Cristóbal Balanciaga

Cristóbal Balanciaga

“La Gazette Du Bon Ton”

La Gazette Du Bon Ton uma revista de moda, criada em 1912, era direcionada p/ a elite da época. Feita num papel de boa qualidade, trazia ilustrações do melhores costureiros. Não  falava só de moda, mas também de lifestyle e beleza.

O título da revista é baseado no conceito francês de elegância, requinte e bom gosto. Seu objetivo era também dar a moda um status de arte, assim como a pintura, escultura e o desenho.

“A roupa de uma mulher é um prazer para os olhos que não pode ser considerado inferior ao de outras artes.”  Esta frase foi tirada do primeiro editorial da revista.

Capa da Gazette

Capa da Gazette

Robe du soir de Paquin

Robe du soir de Paquin

Lucien Lelong (1889-1958)

Nasceu em Paris. Seus pais tinham uma loja de tecidos que ele daria continuidade.

Quando estava criando sua preimeira coleção, foi convocado p/ o exército.Participou da Primeira Guerra Mundial. Só depois da guerra sua estréia foi possível.

Lelong ficou conhecido pelo excelente acabamento de suas  roupas e pela qualidade dos tecidos que usava. Bem antes de Dior,  ele propôs a saia rodada e a cintura no lugar, isso por volta de 1939 ( Dior só lançaria o New Look em 19947)

Foi casado com a princesa Natália Povlovna Paley da Rússia. Natália era socialite e atriz, depois  passou a ser modelo as campanhas do marido.

Lelong foi presidente da Câmara Sindical da Alta Costura de 1937 á 1947, e conseguiu impedir a transferência das maisons de Paris p/ Berlim quando os militares alemães invadiram Paris.

Graças á Lelong Paris continuou sendo o berço da moda.

 Natalie Paley ( seu nome artístico)

Natalie Paley usando uma das crianções de LelongLucien Lelong
Lucien Lelong

Lucien Lelong

Casamento de Natália e Lelong. 09 de agosto de 1927. O vestido de Natália é criação de Lelong

Casamento de Natália e Lelong em 09 de agosto de 1927. O vestido de Natália é criação de Lelong

Previous Older Entries

%d bloggers like this: